Como saber o numero do PIS pelo CPF na internet

Rezende Junior
Como saber o numero do PIS pelo CPF na internet

O que é o PIS?

O PIS é muito mais que 3 letras! É uma sigla muito importante referente ao programa de integração social que busca integrar o trabalhador do setor privado com o desenvolvimento da empresa.
 
O número do PIS é diferente para cada trabalhador, assim que ele entra em seu primeiro emprego em uma empresa privada é registrado em sua carteira de trabalho.
 
O número nunca é alterado, mesmo que o empregado seja transferido de uma empresa privada para uma empresa pública.

Também existem outros termos usados para consulta do abono, chamado NIT - Número de Identificação do Trabalhador, e também o NIS - Número de Identificação Social. A mesma regra vale para quem começou a trabalhar como autônomo e possui um cadastro no NIT (Número de Inscrição do Trabalhador).

Tantos termos utilizados acabam dificultando para o trabalhador saber como realizar a consulta do PIS/PASEP.

O'que é o Pasep?

A sigla Pasep significa (programa de formação do patrimônio público). Este registro é realizado quando o cidadão tem seu primeiro trabalho registrado no setor público.

Conclusão, ambos constituem o Fundo PIS/PASEP cujo a cota está incorporada ao FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço), desde a MP 946/2020.

O dinheiro dessa contribuição, financia o pagamento do seguro desemprego e também o abono salarial – se tornando um bônus para trabalhadores que recebem menos de 2 salários mínimos ao mês.

Abaixo iremos simplificar como saber se você tem direito ao abono e como saber seu número do PIS pelo CPF na internet.

Como consultar o Pis pelo CPF

Uma maneira muito simples de consultar se você tem direito ao PIS pelo número de CPF é por meio do site meu INSS. Essa ferramenta reúne diversos serviços da Previdência, além de consultar o seu PIS, você também pode conferir seu tempo de contribuição no emprego.

Siga os passos abaixo para consultar o número do PIS:
  • Acesse o portal Meu INSS
  • Clique em entrar (no canto superior direito)
  • Caso não tenha conta Gov.Br você deverá realizar o cadastro
  • Preencha todos dados solicitados (CPF, data de nascimento, nome, e-mail, celular, nome da mãe e estado)
  • Seguindo > clique em Próxima
  • Anote a senha que o sistema vai criar para você
  • Informe seu CPF e a senha
  • Faça o login e altere a senha
  • Acesse novamente, desta vez com a senha nova, gerada anteriormente.
Ao clicar no canto superior direito, você verá os dados do usuário, com seu nome, CPF e o número do NIT/PIS.

Consultar o PIS pela carteira de trabalho digital

Outra forma bem simples de saber o número do NIS para acessar o PIS/PASEP seria por meio da nova Carteira de Trabalho Digital. Ela possui todos os dados de contratos anteriores e o seu número NIS.

O governo disponibilizou a informação de que o PIS é um número gerado somente pela Caixa Econômica Federal, de responsabilidade do empregador fazer o registro de trabalho. 

A solicitação de um novo PIS será realizada pelo empregador por meio do sistema Conectividade Social da CEF, no site - www.conectividade.caixa.gov.br.

Consultar o PIS por telefone

Existe também a forma de consultar o PIS por telefone, onde o beneficiário poderá:


Ligar para o 135, número da Previdência Social, e na opção 5 solicitar ao atendente o número do seu PIS por meio do CPF. Será necessário confirmar os dados cadastrais e fornecer mais informações. O atendimento vai de segunda a sábado, das 7h às 22h.

Outro número de atendimento é o da Caixa Econômica Federal, telefone: 0800-7260207 que funciona 24 horas por dia, 7 dias por semana.

Consultar o PIS pelo aplicativo caixa trabalhador

Outra forma de consultar o Pis/Pasep é pelo aplicativo Caixa Trabalhador. A ferramenta que também permite acessar informações sobre seguro-desemprego e INSS está disponível para celulares Android e também para iPhone (iOS).



Com ele você confere o calendário de pagamentos, consulta a situação das parcelas e emite o seu comprovante do NIS. E tudo isso com apenas alguns toques.

Saque do PIS

No ano de 2020, com toda a crise financeira provocada pelo vírus da covid-19, o governo liberou o saque de cotas do Fundo PIS/Pasep junto com o saque emergencial do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço).

Contudo, é possível confundir o resgate da cota deste fundo com o benefício do Abono Salarial do PIS/Pasep. Por isso é importante que entenda a diferença entre os dois tipos de saque:

Quem tem direito ao saque do Abono Salarial PIS /Pasep?

O Abono Salarial é um benefício constitucional com o valor limite de um salário mínimo. Ele é disponibilizado anualmente aos funcionários de setores públicos (Pasep) e privados (PIS), que receberam, em média, até dois salários mínimos no último ano.

Então, tem direito ao saque do Abono Salarial o empregado que:
  1. Quem trabalhou por pelo menos 30 dias com carteira assinada no ano de 2020
  2. Estiver cadastrado no PIS/PASEP há pelo menos cinco anos
  3. Recebeu remuneração mensal média de até dois salários mínimos durante o ano-base (2020)
  4. Teve os seus dados informados pelo empregador corretamente na Relação Anual de Informações Sociais (RAIS).
Vale lembrar que o saque desse benefício segue um calendário anual que varia de acordo com o mês de aniversário do empregado.

Qual o valor do PIS?

O valor a receber varia o número de meses trabalhados. Quem trabalhou todos os meses do ano (2020) recebe um salário mínimo (R$ 1.212,00) de abono. Quem trabalhou, por exemplo, 3 meses com carteira assinada recebe 3/12 de abono, o que dá R$ 303,00.

Como sacar o PIS?

Os trabalhadores da iniciativa privada com conta corrente ou poupança na Caixa Econômica Federal receberão o crédito do PIS automaticamente no banco, de acordo com o mês de seu nascimento.

Os demais beneficiários receberão os valores por meio da poupança social digital, que pode ser movimentada pelo aplicativo Caixa Tem.

Caso não seja possível a abertura da conta digital, o saque poderá ser realizado com o Cartão do Cidadão e senha nos terminais de autoatendimento, unidades lotéricas, Caixa Aqui ou agências, também de acordo com o calendário de pagamento escalonado por mês de nascimento.

Já o pagamento do abono do Pasep ocorre via crédito em conta para quem é correntista ou tem poupança no Banco do Brasil.

O trabalhador que não é correntista do BB pode efetuar a transferência via TED para conta de sua titularidade por meio dos terminais de autoatendimento, pelo site www.bb.com.br/pasep ou nos caixas das agências.

E se quem tinha direito ao PIS/Pasep morreu?

Caso o titular da conta já tenha morrido, os herdeiros podem sacar o pagamento. Neste caso, é preciso ter os documentos que comprovem a morte do titular (atestado de óbito) e a relação de parentesco do herdeiro.

O Governo Federal informou que no fundo do PIS estão depositados cerca de R$ 22,8 bilhões. Esse dinheiro todo está à espera de seus donos. Não deixe para a última hora, consulte o seu PIS pelo CPF e confira se você tem direito a uma parte dessa grana.

Trabalhadores inscritos no PIS têm direito ao abono salarial, mas podem perder caso não sigam as regras para o saque do PIS. Fiquem atentos.

Getting Info...

إرسال تعليق

Aviso de cookies
Utilizamos cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência em nosso site. Política de privacidade
Ops!
Parece que há algo errado com sua conexão com a internet. Conecte-se à Internet e comece a navegar novamente.
AdBlock detectado!
Detectamos que você está usando o plug-in de bloqueio de anúncios em seu navegador.
A receita que recebemos pelos anúncios é usada para gerenciar este site, solicitamos que você coloque nosso site na lista de permissões em seu plug-in de bloqueio de anúncios.